O Poder - Naomi Alderman - Opinião

By Beatriz Sousa - 21:08

* Post apoiado pela Saída de Emergência

Olá!

Hoje trago-vos a minha opinião sobre o livro O Poder, da autora Naomi Alderman. Este livro é este ano de leitura opcional para a minha cadeira de inglês C1.2 pelo que veio mesmo a calhar. Para além disto, quando este livro saiu, em maio de 2018 andou nas bocas de toda a gente. Deixei passar um pouco a moda, porque quando leio livros que estão a ser muito falados, sinto uma certa pressão para gostar dele ou concordar com as outras pessoas. Assim sendo, aqui estou eu, um ano depois deste livro ser lançado.


Opinião
A premissa de que as mulheres ganham um poder e, com ele, pretendem dominar o mundo é incrível. Aliás, acho que deveríamos ter mais livros sobre sociedades onde prevalecesse o matriarcado e não o patriarcado, como é o que mais encontramos no mercado e na vida. Contudo, e sei que o livro pertence à área da ficção científica, seria interessante se todo este novo mundo de caos e terror onde as mulheres dominassem não se devesse única e exclusivamente ao seu poder. Bem sei, que daria um livro totalmente diferente.

A Naomi Alderman escreveu um livro que nos faz pensar como seria o mundo se nós, mulheres, dominássemos pelo medo e dor. Ao longo do livro, vamos lendo como é a vida em quase todos os continentes, pelo que apesar de se situar maioritariamente nos E.U.A., vemos várias sociedades. Acho que o mais incrível de tudo e desculpem, mas vou dar spoilers, por isso passem à frente se não quiserem ler. É que os governantes estão mesmo a pensar utilizar bombas nucleares para acabar com tudo. Homens e mulheres são da mesma opinião. Eles querem recuperar o poder, elas querem-no manter e, para isso, a solução mais fácil de todas é auto-destruírem-se.

Ao longo da história, encontramos imagens de artefactos e eu não estava a entender de que se tratavam, mas agora entendo. Com a morte anunciada, com o regresso no tempo e a evolução (diz-se mesmo que querem voltar à idade das pedras), foram surgindo cultos à volta da Mãe Eva e aparelhos para potenciar os seus ''super-poderes''. É com este fim que temos a certeza, que as nações, por causa da ânsia do poder, se auto-destruíram. Isto é no mínimo assustador, uma vez que hoje em dia temos armas nucleares e caso surja uma ameaça, não me admiro que as nações se lembrem de usar estas armas terríveis para destruir tudo à face da terra. Creio que não têm a noção de que se vários países usarem as suas armas, então é o assassínio da terra e da humanidade.

Aqui já não tem spoilers! 

Eu demorei muito tempo a ler este livro, pelo simples facto de estar dividido por personagens, ou seja, cada personagem tem um capítulo e o ciclo vai-se repetindo. Este tipo de escrita, não é algo que me atrai, porque perco-me muito com as personagens. É verdade que é interessante para entender as várias perspectivas, mas a nível pessoal não me convence. Apesar de tudo, gostei deste livro e acabei por lhe dar 4 estrelas.


Sinopse

«Quando as raparigas ganham o poder de causar sofrimento e morte, quais serão as consequências?
E se, um dia, as raparigas ganhassem subitamente o estranho poder de infligir dor excruciante e morte? De magoar, torturar e matar?
Quando o mundo se depara com esse estranho fenómeno, a sociedade tal como a conhecemos desmorona e os papéis são invertidos. Ser mulher torna-se sinónimo de poder e força, ao passo que os homens passam a ter medo de andar na rua, sozinhos à noite.
Ao narrar as histórias de várias protagonistas, de múltiplas origens e estatutos diferentes, Naomi Alderman constrói um romance extraordinário que explora os efeitos devastadores desta reviravolta da natureza, o seu impacto na sociedade e a forma como expõe as desigualdades do mundo contemporâneo.»



Resultado de imagem para saida de emergencia logo

  • Share:

Sugeridos

9 Comentários

  1. Tenho alguma curiosidade com este livro e achei a tua partilha mesmo interessante!
    Uma narrativa com diferentes perspetivas pode ser enriquecedor, mas é necessário estarem bem conjugadas, caso contrário acabamos por nos desorientar :/

    ResponderEliminar
  2. Também o tenho na minha lista de livros a ler!!
    Tive que obrigatoriamente saltar a parte dos spoilers à frente, para ser surpreendida ahaha

    Não sabia que estava dividido por personagens :/ Espero gostar!!

    Um beijinho,
    MESSY GAZING

    ResponderEliminar
  3. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas fiquei curiosa! :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  4. Não conhecia o livro, mas fiquei com uma certa curiosidade em ler, ainda que livros com capítulos correspondentes a cada personagem também não sejam muito do meu agrado - motivo pelo qual deixei de ler "As Crónicas de Gelo e Fogo"...

    Bom fim de semana, Bea! 😊

    ResponderEliminar
  5. Tomei nota, pois quero mesmo ler.

    Engraçado porque o livro que estou a ler agora " As Serviçais " é escrito da mesma maneira, a cada capitulo é uma personagem diferente a narrar e por vezes sobre o mesmo acontecimento com pontos de vista diferentes, e estou a adorar!!!

    ResponderEliminar
  6. Parece interessante e, embora também não seja a maior fã desse tipo de escrita - prefiro quando é mais "fluída" - se a história for boa consigo ultrapassar esse pormenor ;)

    MY SUPER SWEET TWENTY - Blog | Canal | Facebook | Instagram
    Segue e não percas nenhuma novidade ♥

    ResponderEliminar
  7. Quando o livro saiu fiquei muito interessada nele, no entanto, foram aparecendo outros livros e perdi um pouco o interesse em comprá-lo...

    https://aritateixeira.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Elimino comentários ofensivos.