12 de setembro de 2014

Ideias para poupar no material escolar

Olá!!
Hoje venho falar-vos sobre o material escolar. Quando chega o regresso às aulas, todas as crianças e adolescentes querem material novo, com desenhos ou de marca e etc. Contudo, a meu ver acho que isso é desnecessário. Tendo em conta que estamos em crise e que já se gasta imenso dinheiro com os manuais. Penso que, não se deveria exagerar com o material. Quer dizer, é mesmo necessário comprar uma mochila todos os anos, só porque ela deixou de estar na moda? E com o estojo é a mesma coisa. Quanto aos lápis, borrachas e canetas, eu costumo guardar tudo numa caixa e ao longo do ano tenho sempre coisas. Até mesmo aquelas canetas da publicidade… quer dizer, não custa nada guardar. Eu ainda tenho coisas do 2º ano e papel cavalinho de quando tinha aulas de Educação Visual. Além disso, em vez de andar a comprar materiais super caros por serem de marca, que tal comprar marca branca? Eheheh é a mesma uma marca, mas vocês entenderam. E depois cada um personalizar a seu gosto.
Se pensarem bem, acaba-se por poupar alguns (muitos) euros. Pode-se fazer o mesmo com os cadernos. Porque não usar dois anos seguidos o mesmo caderno? Em anos de exame até dá muito jeito, pois a matéria está toda centrada no mesmo. No caso dos livros ainda se pode comprar usados ou então ir a bancos dos livros. Quer dizer… interessa assim tanto ter um livro novo? Só porque é mais bonito? A matéria acaba por ser a mesma. Infelizmente nem sempre dá, porque o sistema português está todos os anos a alterar os livros. Não entendo, há muitos outros países nos quais os livros são sempre os mesmos, nunca há alterações.


Isto é tudo a minha opinião. Ninguém é obrigado a fazer isto, nem nada. Claro que muita gente não concorda com o que escrevi, mas são só ideias.

6 comentários:

  1. Por exemplo, eu para este ano apenas comprei 3 lápis, e 4 cadernos de argolas dos que eu gosto, dos azuis, são iguais aos outros, dá para escrever e pronto.

    ResponderEliminar
  2. Tudo o que ajude a poupar acho que deve ser aproveitado. Infelizmente, no caso dos livros é mesmo difícil porque como se alteram os programas acabam por não dar de um ano para o outro, mas no caso do material escolar pode-se (e deve-se) economizar o máximo possível. Para mim não faz sentido dar 4 euros por um caderno, quando posso dar 1 ou 2, só porque é de marca; e o mesmo acontece com as canetas, lápis, borrachas. Claro que depende do material que é necessário e também é preciso fazer a relação qualidade/preço, mas é preciso ter bom senso

    ResponderEliminar
  3. Concordo contigo, aliás comprei os mínimos!

    ResponderEliminar
  4. Concordo contigo e também não entendo o porquê que estão sempre a alterar os livros. O de Português entendo que tenham mudado quando mudaram a gramática e isso, mas os outros não tem lógica nenhuma. até porque os livros acabam por ser muito (mas mesmo muito) semelhantes entre si!

    ResponderEliminar
  5. Concordo plenamente! O material que comprei foi já a pensar nos próximos anos e para quem quer coisas bonitas or whatever pode pegar em coisas baratas e personalizar (foi o que eu fiz). Criativity over fashion ahahah

    ResponderEliminar

Elimino comentários ofensivos.