23 de julho de 2015

O que é preciso é aprender



Olá!
Quando uma pessoa está a aprender a usar os transportes públicos, nomeadamente autocarros e metros tudo misturado, a vida fica imprevisível.
Eu e a minha melhor amiga decidimos ir ao centro comercial aqui da zona e já tínhamos ido uma vez de autocarro, mas como não sabíamos lá muito bem, saímos muito antes do destino. Ora em vez de apanhar outro autocarro e irmos ter direitinhas ao centro comercial, fomos a pé. 
Desta vez fomos ver à Internet qual era o autocarro que tínhamos de apanhar e coisas desse género. Até aí correu tudo bem, mas como apareceu a ligação entre dois autocarros ficamos na dúvida «Em que paragem saímos para apanhar o outro?». Nada de stress até porque o mais fácil é perguntar ao motorista e lá se fez. O que vale é que o senhor era uma simpatia de pessoa, porque disse-nos onde é que devíamos de sair e quando chegou ao momento como não sabíamos qual das duas paragens eram ele apitou e indicou o caminho (tenho de admitir que foi um pouco estranho, mas assim não houve problemas). 
Se uns são muitos simpáticos outros, desculpem lá, mas são umas bestinhas. Ao vir embora o motorista que nos calhou era uma gentileza... Quando entrámos, perguntámos qual era a paragem e ficou todo insultado, porque não podíamos falar com ele. Ok. Compreendo, até porque, às vezes, há umas placas nas camionetas e afins a dizer para não se falar com o motorista. Mas depois, quando nos fomos sentar, ele ficou a falar com umas pessoas... 
Mas o melhor nem foi isso, o autocarro ia cheio então, quando vimos que a nossa paragem estava a chegar fomos para perto da porta, para sair. Mas ele deixou umas pessoas sair e outras não. Então lá fiquei eu a rezar para que na paragem seguinte ainda pudesse apanhar o outro autocarro para casa.

Ai santa, foi um dia e pêras. Mas paciência ao menos já sei ir para lá...
Minja Wonderland

6 comentários:

  1. r. Obrigado Beatriz. :)

    Como eu te compreendo. Eu passei tanto tempo no autocarro aqui da zona. Um dia fiquei farto e decidi tirar a carta de condução. Nunca maos là pus os pés.

    ResponderEliminar
  2. O que dizes dos motoristas é bem verdade, ora são gentis ora são uns arrogantes!

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente, há profissionais poucos gentis em todo o lado...

    ResponderEliminar
  4. Que situação! Por acaso eu costumo de andar de transportes públicos e nunca tive problemas desses :)

    http://free-colors.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Como te compreendo. Há motoristas que são mesmo arrogantes!

    Nomeei-te para uma TAG http://discoloredwinter.blogspot.pt/2015/07/tag-ice-cream-award.html

    ResponderEliminar
  6. compreendo que não se possa falar com o motorista para não o distrair.. Mas o motorista também pode ser o bom senso de dar indicações..

    ResponderEliminar

Elimino comentários ofensivos.