10 de abril de 2015

Conchas e conchinhas

Olá!
Quando fui acampar para a Figueira da Foz, fiquei perto de uma praia, cujo nome não sei, mas estava repleta de búzios, conchas normais e umas muito coloridas e pedras redondinhas muito giras. A determinado momento encontrei umas conchas enormes salpicadas de preto, rosa, roxo, cinzento e branco. Fiquei maravilhada. Eram ostras. Pode parecer ridículo, mas eu nunca tinha visto, por isso achei imensa piada. Para dizer a verdade, nessa tarde apanhei o máximo que pude e quando voltei para casa a minha mochila vinha uns dois quilos mais pesada. Agora, está tudo bem guardadinho num baú, que eu de vez em quando vou ver. Apesar de a praia ser muito bonita com aquelas faixas de pedras e conchas, aquilo tornava-se bastante doloroso, porque espetava nos pés. E não é para brincadeiras, porque eu cortei lá o pé e demorou imenso tempo a curar... 
Na manhã desse mesmo dia também vi os pescadores a puxarem as redes com um trator, foi muito engraçado, porque não estava À espera que usassem um trator. Foi um dia cheio de novas experiências, gostei mesmo de ir.

4 comentários:

  1. Tão lindas as conchinhas! Pena é serem tantas por lá e aleijarem as pessoas e teres-te cortado :S

    ResponderEliminar
  2. A Figueira tem imensa conchas de todas as formas e feitios. O tempinho e a temperatura da água é que matam tudo! xD

    ResponderEliminar
  3. Também gosto muito de conchas mas, como tu dizes, não é nada bom para os pés.

    ResponderEliminar
  4. Ostras nunca trouxe, mas tenho uma jarra quase cheia de conchas que apanhei :)

    ResponderEliminar

Elimino comentários ofensivos.