28 de março de 2015

Dramas que deixam de ser dramas...

Olá!
Hoje vou contar-vos a história de uma menina que decidiu cortar o cabelo bem curtinho e depois teve uma surpresa.
Esta menina andava já há uns meses a pensar em cortar o cabelo assim. Ora, um dia, decidiu ir à cabeleireira e explicou que era daquela maneira que ela queria e de mais nenhuma outra, só que parecia que a cabeleireira não estava muita segura de si e mostrou uns penteados que eram semelhantes. Começou a cortar o cabelo e eu... a menina não estava a gostar lá muito, porque ia ficar com umas bochechas muito grandes. Ela falou e a senhora disse que ia ficar muito giro e coisas do género. Quando acabou de cortar, secou o cabelo lá com aquelas técnicas todas xpto e ela só pensava que parecia que tinha um cogumelo na cabeça (tal e qual o que ela dizia à avó quando era mais nova). Foi embora a pensar que não estava muito mau, mas quando as pessoas a viam ficavam com uma cara um pouco estranha, por isso a menina começou a ficar com um pouco de medo. Devia estar horrível. Mais tarde tinha de ir para a catequese e apeteceu-lhe enfiar um gorro (coisa que ela estava sempre a dizer), mas estava muito calor para isso. Ela lá tentou não dar muito nas vistas, por causa do cogumelo, mas as pessoas viram e acharam estranho. Ela só pensava «Que vergonha... é bom que cresça depressa...» 
Hoje, depois de tomar banho, rezou para a coisa em forma de cogumelo desaparecer... e de facto foi-se embora, mas deu lugar a uns tufos de cabelo todos loucos que ficam virados para cima e não acalmam. Umas horas depois decidiu experimentar uma fita para o cabelo e aquilo ficou ainda pior. A rapariga estava a ficar super desiludida e chateada com ela própria, porque era mau.
Mais tarde, arranjou-se para ir a casa da melhor amiga. Quando foi ao espelho ver como estava, começou a pensar «Eu sou gira e o cabelo até não está muito mal. Está diferente, mas eu arraso com tudo!» Foi convencida? Foi, mas quando foi para a rua já não estava preocupada com as reações das pessoas. Até porque ela era gira e tinha razão... arrasava com qualquer coisa. O cabelo estava assim tão mau? Provavelmente, mas ela já não pensava nisso.

Moral da história: Vão a cabeleireiros em quem confiem. Não gostam do resultado? Deixem passar uns dias pode ser pelo choque e depois habituam-se. Experimentem muitas coisas, eu descobri que um travessão de lado fica super fofo e as bandoletes também. Estou muito girly, não é o que eu queria, mas o cabelo cresce sempre. Agora não desanimem, porque quem tem de gostar são vocês próprias.
A melhor amiga também ajudou, porque me pintou as unhas e ficaram super fofas!!

9 comentários:

  1. Eu também quero cortar o cabelo curto.. E vou mesmo naquela "se não gostar ele depois cresce"

    ResponderEliminar
  2. Eu gostei do resultado (pelo menos pelo que dá para ver nas fotos :)

    ResponderEliminar
  3. Tens tanta coragem, cada vez que vou ao cabeleireiro começo a tremer toda!

    ResponderEliminar
  4. Pelo que consigo ver nas fotos, ficou mesmo fofo :D também cortei o meu, mas não tão curto, e estava com receio de não gostar, mas adorei. E ele volta a crescer.

    r: Está, não está? A Rita fez um trabalho incrível *.*

    ResponderEliminar
  5. Sinceramente, eu acho que te fica muitíssimo bem, no fim da cabeleireira é normal que com o volume e assim fique meio esquisito mas se o deixares "meio maluco" fica mesmo bem :p

    ResponderEliminar

Elimino comentários ofensivos.